terça-feira, 20 de setembro de 2011

Positivo Ypy: o primeiro grande tablet nacional


Outras empresas nacionais já lançaram seus tablets, que não passavam de versões de tablets chineses tropicalizados.
Agora chegou a vez da Positivo, maior empresa fabricante de computadores do Brasil, fazer o mesmo!
Bem, ao menos se ela repetir o que fez quanto ao seu primeiro e-reader, o Positivo Alfa, que era uma versão de um produto chinês.
Mas com o preço de R$ 999 na versão de 7 polegadas (a versão mais cara tem preço sugerido de R$ 1299), e já com os incentivos fiscais, fica difícil não preferir um Samsung Galaxy Tab de 7" pelo mesmo valor!
Segundo a Bia Kunze:
"O Ypy foi concebido para ser “o primeiro tablet brasileiro feito para brasileiros”. O nome “Ypy” (pronuncia-se “ípi” mesmo, não me venham com aipai, pelamordedeus!) vem do tupi-guarani e significa “primeiro”.
A única chance de diferenciação está na oferta de conteúdo nacional. E parece que a Positivo fez a lição de casa.
Fechou parcerias com a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e gravadoras nacionais.
Também criaram um loja própria de aplicativos (o tablet de 7" roda Android 2.3 e o de 10" roda o Android 3.2), que só vai fazer sentido se portarem a grande gama de software educacional que o Grupo Positivo de Ensino dispõe.
Além disso, tem uns acessórios interessantes, como uma capa/teclado:


Contudo, como já disse, eles precisam baixar esses preço, coisa complicada em tempos de subida do dólar!

Nenhum comentário: