segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Quem são os radicais?

Bem, em primeiro lugar reproduzo abaixo uma notícia que exemplifica como a ignorância está presente em todos os lugares, mesmo num país dito desenvolvido e até dentro de uma escola, que deveria ser o último bastião do conhecimento e da tolerância:


"Usar Linux dá castigo em escola americana
Felipe Zmoginski, de INFO Online
Sexta-feira, 12 de dezembro de 2008 - 21h19

SÃO PAULO - Alunos de uma escola na cidade de Austin, no Texas, foram punidos pela professora por usar Linux. A professora achou que eles pirateavam software.

O caso aconteceu numa pequena escola do Texas quando um grupo de alunos levou para o colégio vários CDs virgens e passou a queimar cópias de uma distribuição Linux.

Ao flagrar os estudantes distribuindo CDs para os colegas, a professora perguntou qual o conteúdo das mídias.

Ao saber que se tratava de um sistema operacional, a americana decidiu proibi-los de seguir com a distribuição e, além disso, deu uma advertência aos jovens.

A professora os acusou de fomentar a pirataria no colégio e não acreditou nos alunos quando eles explicaram que estavam distribuindo um software livre, cujas cópias não representam nenhuma infração à lei.

A advertência foi suspensa depois que os jovens explicaram ao diretor da escola o conceito de software livre."

Fonte: Plantão Info.

No último sábado testemunhei um grau de ignorância referente ao Linux/SL tão grande quanto esse relatado acima, senão maior, uma vez que a pessoa que o protagonizou já tivera algum contato anterior com o GNU/Linux.

E tudo ocorreu porque eu simplesmente instalei o Ubuntu 8.10 num EeePC de um parente da supracitada pessoa! Claro, com a devida autorização e acompanhamento do dono do equipamento.

O absurdo chegou a tal ponto que o radical-fundamentalista-idólatra de software proprietário não legalizado afirmou, no meio da rua em alto e bom tom, que seria obrigado a comprar um notebook para uso próprio pois não usaria o Linux de maneira alguma!

Não sei como ainda existem pessoas que insistem em vomitar o putativo de que os partidários de FOSS são radicais, ou "xiitas", como eles dizem, demonstrando inequivocamente como são preconceituosos de modo em geral, pois usar o termo "xiita" para denominar uma pessoa radical é realmente um grande desrespeito à uma religião milenar!

As pessoas têm o direito de usar ou não usar o que bem quiserem em termos de software. Qualquer tentativa de tolher esse direito inviolável, seja pelo motivo mais nobre, seja pelo vício mais torpe, é deplorável.

Só me resta desejar que um dia as pessoas evoluam coletivamente e que o mundo encontre paz verdadeira!

Superar a ignorância e a intolerância é um bom começo!

Nenhum comentário: