segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Inclusão da ICP-Brasil em navegadores da internet está em negociação

O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) tem buscado os fornecedores de navegadores da internet (browsers) para incluir a cadeia de certificação da ICP-Brasil. Isso porque os navegadores trazem em sua instalação original um conjunto de certificados de autoridades reconhecidas em todo o mundo, mas ainda não possuem o certificado da AC Raiz e os de suas Autoridades Certificadoras subseqüentes. A proposta está sendo negociada com quatro fornecedores de navegadores: Microsoft (Internet Explorer), Fundação Mozilla (Firefox), Apple (Safari) e Opera Software (Opera).
Desde junho, o ITI está em contato com esses fornecedores, sendo que o assunto está mais adiantado com a Microsoft e a Fundação Mozilla. Cada um dos fornecedores tem um conjunto de regras específico. A Microsoft já incluiu em seu browser, há cerca de dois anos, o primeiro certificado da AC Raiz que tem vigência até 2011. O pedido, dessa vez, é para atualização do navegador pelo novo certificado da AC Raiz. A Fundação Mozilla também aceitou receber o pedido. Ambas estão em processo de análise.
Já a Opera Software e a Apple estão em processo de negociação com o ITI para, depois, poderem receber o pedido e analisarem. Além disso, fornecedores de outros produtos, como Adobe e Sun (Java) estão interessados em adotar o certificado da AC Raiz e, portanto, já foi iniciado o processo.
Com o reconhecimento do certificado da AC Raiz por essas empresas não há necessidade dos usuários instalarem o certificado manualmente porque já estará instalado no produto. “O reconhecimento não é só do usuário, já que toda vez tem que aceitar a cadeia de certificação da ICP-Brasil, mas também do próprio fornecedor do browser. O objetivo é tirar o ônus do usuário de ter que incluir a cadeia de certificados em seu browser”, ressaltou o assessor da Diretoria de Infra-estrutura de Chaves Públicas do ITI, Ruy Ramos.
O ITI está à disposição de todas as empresas interessadas em inserir o certificado da AC Raiz em seus produtos.
Fonte: ITI.

Nenhum comentário: